Chapecoense: A equipe que tocou o céu

Uma terça-feira incomum alvora, abalada pelas informações que acometiam as primeiras horas da manhã de um fatídico 29 de novembro de 2016. A tragédia com a delegação da Chapecoense entristece o país e, especialmente, os amantes do futebol. Um time que representa o destemido sucesso de um desmedido interior brasileiro, que figurava a garra daqueles que lutam pelos seus ideais, que faziam daquele pequeno Davi um gigante entre dezenas de Golias.

terceira_camisa_chapecoense_2015__02

Muita querida pela comunidade de Chapecó, o menino prodígio do futebol brasileiro lutou contra tudo e contra todos. Quase foi extinto antes da sua ascensão meteórica da série D, em 2009, para a série A, em 2014. Uma equipe referência em organização e gestão que representava o futuro e um ideal diferenciado de futebol. Este verdadeiro conta de fadas desportivo encerra-se precocemente, pouco antes da maior das suas partidas. Justamente, quando a equipe tocou os céus. Partida, aí está uma palavra quão relativa que hoje nos remete, incomensuravelmente, ao verbo partir. Partiu, inevitavelmente, o futebol brasileiro naquele avião. Doí na alma a dimensão dos acontecimentos. A Chapecoense é a síntese da grande família interiorana brasileira, onde há um envolvimento muito forte da comunidade que com orgulho abraça o seu bem-maior. A felicidade é trocada pela consternação.

Não há como achar palavras, quando em uma tragédia há figuras queridas. A morte é a grande sacanagem da vida, ainda mais quando ela está diretamente relacionada ao esporte.  Às vésperas de um duelo que unia as torcidas de todas as equipes do país, numa final que havia clima de festa, na sua gloria maior a Chapecoense se foi. Consternado, desalentado, destroçado. O que resta é minorar o sofrimento de uma comunidade interiorana que lutou bravamente para chegar onde chegou. Bravos guerreiros Condás, vocês chegaram ao seu ápice, se tornaram lendas. Força chape.

Leonardo Patikowski,

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s