Irreal criação

Sou dessas pessoas impensáveis. Posso ter sido criado pelo imaginário ortodoxo de algum escritor romancista. Possivelmente sou originado das palavras de um trovador qualquer recitadas em uma milonga melodramática. De repente, sou fruto das conclusões de um clínico geral onde aos seus olhos sou um aleijado, amputado pelos dramas de uma vida não tao generosa. Mas essa embirra esta mais para um desolado, traçado por algum desenhista depressivo, ferido pelas injúrias de amores mau resolvidos. Mas, certamente, aos olhos de um qualquer, sou um andarilho pidão desesperado pela atenção de um amigo desconhecido, metamorfizado em meio a centenas de rostos desiguais. Mas não sou criação nenhuma. Este sou eu, um nômade se adaptando à circunstancias não generosas. Faço dessa carne imunda um recanto para as larvas do tempo destruírem pouco a pouco o meu ser. Rejeito favores, refugo conquistas, mas faço de tudo por um simples zelo. Sim, sou dessas pessoas que nasceram para servir. Sou único. Sou um andarilho mendigando carinho.

Leonardo Patikowski,

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s