Recíproca de valores

Precisaria de centenas de vidas para poder compreender, de forma menos sofrível, o meu coração. Não há nada mais triste que viver mendigando por um pouco de carinho de pessoas que tão pouco se preocupam com você. Viver das migalhas do afeto é fadar-se na fome de uma falsa ilusão. Se há uma coisa que me deixa profundamente frustrado, e igualmente triste, é a errônea valorização que damos a determinados viventes. Eu sofro com essas coisas. Pode parecer imensurável essa colocação, mas cada um tem sua forma de tratar os ditos “amigos que gostamos”. São pequenos valores, que podem significar nada para eles, mas a mim possuem um sentimento imensurável. As amizades se fortalecem na recíproca de valores. Mas ultimamente as pessoas andam tão individualistas que pouco se importam com os sentimentos, e atitudes, de companheirismo daqueles que estão ao lado. Não posso esperar mais nada das pessoas. De repente, por ser diferente, eu não pertença a este mundo. Talvez elas tenham se cansado do bom samaritano que sou. Os tapas que a vida me dá são pela ingenuidade que tenho, pela imbecilidade que possuo. Eu, simplesmente, só quero ser feliz, ao lado de pessoas que gostem, verdadeiramente, do meu jeito de ser.

(Trecho do meu futuro conto chamado “Lembranças” – título provisório)
Leonardo Patikowski,

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s